MENU

22 de abril de 2012 - 19:05Análises, Automobilismo

Foi bem

Depois das duas primeiras corridas do ano, a Ferrari tinha todos os motivos do mundo para dispensar Felipe Massa. O brasileiro, de fato, fez duas provas desastrosas, não foi nada competitivo, errava com muita facilidade e parecia ser um piloto inferior a seu carro, e olha que o carro da Ferrari é uma porcaria. Porém, depois dos GPs da China e do Bahrein, já não se pode dizer o mesmo. É claro que Felipe não fez nenhuma corridaça, não deu show, não fez nada de excepcional. Porém, foi correto e fez exatamente o que seu carro permitia fazer.

Hoje, em Sakhir, fez sua melhor prova na temporada. Largou muito bem, saltando de 14º para oitavo logo na primeira volta, ultrapassou Kimi Raikkonen na volta seguinte numa manobra de tirar o fôlego, foi competitivo o tempo todo. Andou na cola de Fernando Alonso e, principalmente no terceiro stint, era mais rápido do que ele graças aos pneus macios, enquanto o companheiro andava de médios. Não ultrapassou, talvez respeitando a hierarquia da equipe, mas mostrou que tinha condições de fazê-lo. Terminou a prova em nono, marcou os primeiros pontos, o que deve lhe trazer alguma paz dentro da equipe.

Diz-se que a Ferrari pretende utilizar Sergio Perez nos testes do próximo final de semana em Mugello. Se estiver pensando em 2013, acho até que a equipe faz bem. Porém, muitos interpretam isso como uma possibilidade real de demissão a Felipe Massa. Se o mexicano responder bem, bye bye Felipe. Se isso acontecer, será uma pena. Felipe mostrou nas últimas duas corridas que está novamente com a cabeça no lugar e que pode, sim, ser um bom companheiro para Alonso.

Quem espera que Felipe volte a ser o vencedor de 2006 a 2008 vai continuar quebrando a cara e praguejando contra ele, pois a realidade atual da Ferrari não permite isso, seja pela baixa qualidade do carro, seja pelo ambiente totalmente voltado a Fernando Alonso. Porém, é preciso que se diga que o brasileiro voltou a fazer corridas boas e está andando em alto nível, muito perto do companheiro, que é um piloto genial. Se for substituído, pouca gente conseguiria fazer melhor do que ele com este carro da Ferrari. Nem Perez.

Comentários do Facebook

comentários

55 comentários

  1. hugo disse:

    A Ferrari não anda bem desde que a Pirelli entrou em cena…podem reparar…na época da Bridgestone, a Ferrari se beneficiava de anos de parceria com essa fornecedora (enquanto os principais rivais usaram Michelin por alguns anos)…o rendimento do Massa caiu na mesma proporção…o Alonso tira alguns coelhos da cartola, mas faz isso desde a época da Renault (2ª passagem)…resumindo: melhor sair da Ferrari mesmo, onde ele só esta se queimando

  2. luis fernando-rio de janeiro disse:

    embora acompanhe mais o hamilton alonso realmente é um piloto completo,gostaria de ve-lo na red bull dando calor no vettel.felipe massa sinceramente é um ex-piloto em atividade.

  3. andré frej disse:

    O farfalle chega em nono e merece elogio dos críticos, nem tão críticos assim. Qual foi a última vez que Zacarias subiu ao pódio ?

  4. MARCO ANTONIO disse:

    Esperemos a próxima corrida.

  5. edenilson ferraz pinheiro disse:

    Não sei vcs sabem (todos), mas é fato que é contrato!!!!! acabou a formula onde o Massa era o padrinho de que pertence a Fiat(Ferrari) aqui no Brasil!!! ele vai “zarpar” da Ferrari.Será que ele pode quebrar o protocolo na pista?ou a Ferrari esta dando um caRRo inferior pra ele?

  6. pedro disse:

    So nos brasileiros eh que ainda perdemos tempo discutindo sobre o Massa. Os italianos o querem ver longe da Ferrari e o resto do mundo nao da a minima pra ele. So serve pra encher o grid atualmente.

  7. Ricardo Jimenez disse:

    Na verdade, acho que foi o Alonso que se aproximou do Massa, para pior, em um dia pouco inspirado… Massa nao fez nada digno de nota no Bahrain, pelo contrario! No fim da corrida o Alonso ainda abriu bem dele! Acho que tem que esperar um pouco ainda!

  8. Mauricio disse:

    Hoje o Massa é vitima da Ferrari.

    Eles erram e o piloto (no caso o Massa) que está na posição mais fraca, já que o outro apresenta melhores resultados, leva a culpa de tudo.

    No caso ou sai Massa ou sai Domenicalli.

    Se eu fosse o dono da Scuderia, mandava o Domenicalli embora primeiro. Se nada mudasse, ai sim mandava o Massa passear.

    Não estou dizendo que o Massa é o coitadinho. está apenas no lugar errado na hora errada e vai com certeza ser destruído para salvar a pele de outros.

    Ficou nesta posição ridícula por conta primeiro do seu acidente e depois por sua postura de bom moço. Esqueceu que quem demonstra poder na hora certa, tem poder. Basta ver como as coisas ocorrem não só na Ferrari.

    A entrada agora de Perez irá acabar com o futuro deste jovem e bom piloto, mas será uma fritura mais lenta e talvez não tão óbvia, pois é pupilo do homem mais rico do mundo. Mas será fritado por conta das políticas e dos hábitos seculares de uma escuderia canhestra e sem comando, desorganizada ao extremo, porém com muito dinheiro, o que faz dela o poder que é.

  9. Bruno Aleixo disse:

    Capelli,

    concordo que a performance do Massa melhorou muito em relação às duas primeiras corridas do ano. Mas ainda acho que o brasileiro precisa melhorar seu ritmo de corrida.

    Se tivesse aproveitado o momento em que tinha pneus macios contra os outros com pneus médios, poderia ter chegado até mesmo em 5º lugar, já que Di Resta se arrastava no final e quase perdeu posição para o Alonso.

    Sinceramente, não acho que a Ferrari o proibiria de ultrapassar o espanhol neste momento. O que aconteceu é que Massa, apesar de estar mais rápido, não tomou posição de ultrapassagem na pista. Ao contrário do que Alonso fez com ele na China.

    Mas sua evolução na temporada é clara e necessária. Se mantivesse o ritmo da Austrália e da Malásia não chegaria ao fim do ano.

    • Fernando Almino disse:

      Bruno,
      Concordo contigo, Massa fez apenas uma corrida boa, e todos (Brasileiros) acham q o cara é o bam bam bam, em 2013 é quase impossível ele permanecer na Ferrari, ele já teve muito tempo pra provar que é bom piloto, na realidade nunca conseguiu, talvez por não ser realmente o piloto que realmente nós TORCEDORES e BRASILEIROS gostariamos que ele fosse…. Infelizmente muitos se ligam muito na serie de TV Galvão Bueno no país das maravilhas, é melhor ver Lito e o mundo Real…..ABÇ

  10. Junior disse:

    Sou eu novamente, o reclamão chato e azedo. Novamente, você escreveu um texto justo. Não gosto do Massa, nunca gostei, mesmo na época que ele foi bom um piloto competitivo. Mas, é preciso ser justo. Sim, ele fez um 2010 ruim, um 2011 catastrófico e um começo de 2012 horroroso, mas também é preciso elogiar e reconhecer quando ele vai bem, mesmo não gostando do cara. Se é verdade que não deu nenhum show, é verdade também dizer que, pro carro que tem, fez uma corrida justa. Longe de ser espetacular, mas justa. Se mantiver esse ritmo, acaba o ano. Porém, é preciso ser realista também, é preciso ter um desempenho espetacular pra ficar na Fórmula 1 em 2013, pois na Ferrari, nem isso mais manterá seu lugar.

  11. Giovanelli disse:

    Acho que a corrida do Massa foi normal, exceto pela largada que conseguiu várias posições, mas comparando os stints fica uma corida bem normal e não alivia tanto assim a situação dele na ferrari.A verdadeira chance do massa de pelo menos andar mais próximo do Alonso será a partir de barcelona com os novos pacotes e no caso da ferrari será um carro praticamente novo. Massa deve tentar tirar o máximo neste ano da ferrari para garantir uma equipe razoavel em 2013.Massa perdeu muita velocidade como piloto e esta demorando uma eternidade para se recuperar.Boa sorte Massa!

  12. Marcius disse:

    Colegas, acredito que o estilo de pilotagem do massa é diferente do alonso, pois, o massa gosta que o carro saia de traseira e o alonso da dianteira. Quando o felipe deu show no schumy e no raikkonEn o carro era vencedor e tinha as caracteristica de sair de traseira, a partir do momento que o alonso entrou, a ferrari desenvolveu o carro que sai a dianteira e nunca mais acertou o carro

    • Mauricio disse:

      Bobagem.

      Acerta-se o carro da forma que se deseja apenas regulando as asas dianteira e traseira e o ângulo de ataque do carro (maior ou menor inclinação para frente). Apenas uma simples mudança de posição dos lastros de equilíbrio e pronto, mais fácil ainda.

      O problema do Massa, com certeza não é este.

  13. leister disse:

    Agora gostaria de saber , pq o alonso pediu penico na mclaren sempre penso nisto quando escuto falar do genial alonso.Sim um excelente piloto , um genial quadrilheiro. Amigo de briattore não sei se eh gente que presta??

  14. Jorge Borges disse:

    Bacana o texto e concordo com ele, muito mais pelo Massa ter deixado de ser competitivo desde a “molada” na cabeça do que pelas qualidades de Fernando Alonso. Perdoem minha ignorância, mas não vejo o Alonso tão diferenciado quanto um Hamilton, Vettel, Button, Häikkönen e até mesmo o Massa nos tempos áureos (2007 a 2009). Acho que ele tem lances de sorte e estratégia e não de gênio, os geniais são pouco e dá para se contar nos dedos de uma mão e sobram dedos, tanto o é que em 2007 como companheiro de equipe de Hamilton, Alonso estava a 10 pontos de Hamilton faltando 2 corridas para o fim e terminou em 3º na classificação geral devido a um abandono e uma péssima corrida no Brasil por parte de Hamilton.
    Na verdade ele não é tão competitivo assim e não suporta pressão dentro da equipe, basta ver o histórico de seus companheiros na F1, sempre fraquissimos, quando pegou um no mesmo nível “tomou pau” e pediu pra sair !
    Saudades de Senna, que nas classificações comia todos com farinha e não tinha medo de botar pra dentro, seja ele quem fosse, esse sim, foi, é e sempre será gênio. O Alonso é um mero mortal que ganhou 2 titulos graças aos pneus Michelin, pois se caso a Ferrari utilizasse pneus Michelin em 2005 e 2006 e não a porcaria dos Bridgestone, Schumacher seria 9 vezes campeão e não 7.

    Abraço,

    • Lucas disse:

      É sério isso? Alonso terminou 2007 com exatamente a mesma quantidade de pontos que Hamilton, apesar de ter terminado à frente dele em nove das quinze corridas que ambos terminaram. Isso é “tomar pau”? Se o fato de Alonso ter terminado um campeonato com os mesmos pontos de Hamilton prova que ele “não é gênio”, isso significa que Senna não é gênio já aconteceu dele fazer menos pontos que Prost (e vice-versa)? Isso não faz sentido nenhum pra mim.

      Mas enfim, se Alonso não é gênio, me pergunto quantos pilotos o colega conhece após a era Senna/Prost que tenham feito algo minimamente comparável a:
      1. Fazer duas poles, quatro pódios e uma vitória com o quarto melhor carro do grid (2003)
      2. Levar uma vitória (Japão) e um segundo lugar novamente com o quarto melhor carro de 2008.
      3. Levar ao pódio um carro que era só o oitavo entre os construtores, tão ruim que os companheiros nem sequer conseguiram pontuar com ele (2009)
      4. Disputar um campeonato até a última corrida com apenas o terceiro melhor carro do grid (2010)
      5. Fazer dez pódios e uma vitória com um carro que o companheiro nunca fez mais que um quinto lugar (2011)
      6. Ganhar uma corrida com um carro que com muita boa vontade (muita mesmo) é o quinto melhor do grid (2012).

      A efeito de comparação, Schumacher nunca conseguiu sequer ir ao pódio com o quarto melhor carro do grid, mesmo que seus companheiros tenham conseguido fazer isso em 91 e 2010, e com o terceiro melhor carro do grid só fez uma vitória em 92, uma em 93 e outra em 2005 (aquela dos seis carros). E muita gente o considera “um gênio”, mesmo sendo inferior ao Alonso no que se refere a extrair resultados de carros inferiores.

      Mas o que me leva a crer que a mensagem não é séria é a parte que diz que Alonso “não é um piloto diferenciado (…) até mesmo como o Massa de 2007 a 2009″. Poderia me dizer o que o Massa fez de 2007 a 2009 que o caracterizasse como “diferenciado”? Até onde eu lembre Massa nunca ganhou uma única corrida na vida que não fosse largando da primeira fila e tendo um carro excelente. Compará-lo ao Alonso só pode ser brincadeira.

      • Jorge Borges disse:

        Tomou pau do Hamilton meu amigo e lembre que o 1º lugar valia 10 pontos naquele ano.

        Meu amigo, monte um fã clube para o Alonso…..kkkkkkkkk….. De onde vc tirou essa de melhor carro, 4º melhor carro ? O Fisichella levando a Jordan ao 1º posto no Brasil deve-se colocá-lo então como imortal ?!?!?! Acho que está falando com o coração (talvez apaixonado pelo principe das Astúrias) e não com a razão.

        Acorda meu amigo ! Alonso nunca mais será campeão mundial, já foi, passou !

        Quanto à Bridgestone, podia tentar fazer o melhor composto do mundo que nunca chegaria na Michelin e Schumacher seria sim 9 vezes campeão calçado com Michelin, isso é fato !

        • Lucas disse:

          Ah, é como eu imaginei – típico caso de cegueira seletiva. Pois é, meu colega, pode espernear à vontade, mas o fato é que Schumacher nem de longe chega perto aos seis pontos que eu citei aí em cima. Uma coisa é ter de longe o melhor carro e um companheiro de baixo nível técnico. Outra bem diferente é ter que correr sem vantagens – Schumacher não tem mais a vantagem da Bridgestone fazer pneus exclusivos para a Ferrari, nem o fato do carro ser o mais rápido do grid como aconteceu em vários anos, nem o fato de que as Ferraris de 97 a 2006 eram de longe os mais confiáveis da categoria, e, para azar dele, agora ele corre com um bom piloto na mesma equipe – coisa que não acontecia desde 1991 (quando, aliás, o Piquet conseguiu resultados muitíssimo melhores aos do Schumacher com aquela Benetton).

          Se Alonso “tomou pau” do Hamilton pois os dois empataram em pontos, então o Schumacher “tomou um pau” ainda maior do Piquet em 91, e eu tenho até medo de imaginar qual seria a descrição para o que Rosberg fez com Schumacher em 2010, quando fez praticamente o dobro de pontos dele. Se um 107 a 107 significa “tomar pau”, o que seria um 142 a 72 (2010), um 89 a 76 (2011) e um 35 a 2 (2012)?

          Mas tudo bem, eu entendo sua raiva. Depois da temporada de 2006, ficou bem claro que Alonso era um piloto melhor que Schumacher, e faz sentido os fanáticos pelo alemão terem tanto ódio do espanhol. E, comparado aos seis pontos que eu citei na mensagem acima, citar coisas como “ah, mas o Schumacher ganhou três corridas com a Ferrari de 96″ (isso era o melhor exemplo que se tinha para “grandes feitos em carros ‘inferiores’ de Schumacher – boto “inferior” entre aspas porque com esse mesmo carro um piloto medíocre como Eddie Irvine estreou classificando em terceiro – à frente do Schumacher – e fazendo um pódio) passam a ser dignos de pena. Como falei, com um carro que não estivesse entre os três melhores do grid, Schumacher nem sequer marcou pódio. E jamais foi pro pódio com um carro com o qual seu companheiro de equipe (a maior parte deles de médios a medíocres) não tenha conseguido ir pro pódio também. Compare com o que Alonso já conseguiu fazer com carros inferiores e a diferença é brutal.

        • José Augusto disse:

          Pergunte a jornalistas do meio, se o Ron Dennis não deu um carro inferior ao Alonso, depois dos problemas que tiveram.
          Quem considera o Alonso um dos melhores ou o melhor atualmente, não são seus fãs, mas o pessoal do meio.

          • Lucas disse:

            Perfeito, José Augusto. Aliás, é bom lembrar que no início da temporada de e 2010 fizeram uma enquete com os pilotos da categoria sobre quem seria o melhor piloto em atividade e quem levou foi o Alonso. O que é impressionante é que foi após uma temporada (a de 2009) em que o Alonso teve apenas um pódio, o que mostra que quem realmente entende do assunto não dá bola para números brutos e sim leva em consideração as condições do piloto. Era muito claro que conseguir um pódio com a Renault de 2009 (carro que os companheiros do Alonso nem sequerem conseguiram marcar pontos) era algo que só um piloto de altíssimo calibre conseguiria fazer. E a impressão deles se confirmou nessa temporada de 2010 quando, mesmo tendo apenas o terceiro melhor carro do grid, ele disputou o título até a última corrida. A propósito, na mesma temporada foi feita uma outra enquete, desta vez com os diretores das equipes, e novamente o Alonso foi eleito o melhor piloto do grid. Será que os pilotos e diretores de equipe “não entendem nada de F1″?

    • Lucas disse:

      Ah, e agora reparei na parte final. O que me assusta um pouco é que me parece que o autor realmente leva a sério o que está dizendo, inclusive que a Bridgestone produzia pneus que eram “uma porcaria”. Quanto a esse mito, vale a pena ler esse comentário de Gary Anderson, que saiu recentemente na BBC:

      “When I was involved with Bridgestone tyres with Jordan in the early 2000s, in the middle of the tyre war with Michelin, Schumacher and Ferrari had tyres we were not even allowed to look at.

      They cost so much money that Bridgestone could not afford to supply them to everyone. And whenever we did have an opportunity to run a derivative of those tyres, our lap times were much, much better.”

      Se a Bridgestone fornecia pneus que eram “uma porcaria”, fico me perguntando porque a Ferrari não trocou de fornecedor em 2005, como fizeram quase todas as outras equipes que não aguentavam mais o fato de que a Bridgestone só fornecia pneus de qualidade para a Ferrari e não para as demais equipes, algo amplamente divulgado na época. Que coisa, né?

  15. Thiago RC disse:

    Menos, Capelli. A pista de Sakhir é apenas um traçado que ele domina. Basta ver que além das vitórias, sempre ele sempre teve bons resultados lá.

  16. eduardo teodoro da silva disse:

    O Massa Fez sua melhor corrida o Alonso sua pior no ano então a comparação ainda é forçada como a Globo querer a ordem de inverter as posições apenas porque o Massa estava um ou dois decimos de segundo mais rapido com os dois pilotos na mesma estrategia de paradas

  17. pedro disse:

    Menos Capelli. Bem menos. Massa fez apenas uma corrida boa o resto foi um completo desastre. Se ele estivesse numa equipe mais competitiva (como a Mclaren que gosta de ter dois pilotos competitivos certamente ja estaria na rua) . Mas como a Ferrari gosta de ter um piloto competitivo e outro de capacho a seu servico o Mae
    ssa vai permanecendo por la. Mas nem somar pontos para o campeonato de construtores ele consegue. Triste

  18. Felipe Portela disse:

    Lembrando uma coisa que poucos se atentaram, no terceiro stint quando Felipe tava de macios e Alonso com os duros, a Ferrari chamou primeiro Alonso e deixou Felipe mais um volta com pneus desgastados, perdendo alguns segundos em relação ao espanhol. Isso que ninguém nota, mas faz muita diferença no resultado. Se tivesse sido ao contrário, possívelmente o Felipe teria ganho a posição ou pelo menos teria chegado mais perto.

  19. EduardoRS disse:

    A carreira do Massa acabou no momento em que o Alonso assinou o contrato com a Ferrari. Tem que ser galo pra não se deixar abater por um piloto desse nível, e o Massa afrouxou no momento em que levou aquele passão na entrada dos boxes no GP da China em 2010. Se ele fosse galo véio, teria fechado o Alonso e alegado que não viu ele, pois não é comum ultrapassar em entrada de box, coisas desse tipo. Nesse exato momento, o Alonso viu que podia fazer gato e sapato com o companheirinho dele. Agora é tarde pra mudar, já é 2º piloto. Se ele quiser voltar a vencer, tem que fazer um bom resto de temporada e procurar outra equipe pra recomeçar. Mas acho que desse mato não sai mais coelho.

  20. E olha que o Alonso largou bem na frente do Massa… Não sei se o brasileiro garante seu emprego na Ferrari para 2013, mas ao menos pode chamar a atenção de outras equipes. Pois antes, nem isso…

  21. Mauricio disse:

    Acho que nem o Perez deveria aceitar uma troca pra essa temporada, num carro que é uma bomba e que ele mal conhece, com testes limitados, considerando ainda que a Ferrari, apoiada por uma imprensa italiana passional, tem um perverso histórico de queimar pilotos. Nem Prost escapou.
    Perez tem mais é que se preocupar em fazer uma temporada consistente na Sauber e garantir uma vaga para correr em Maranello em 2013.
    Se é que, a esta altura, isso já não está fechado.

  22. Fábio disse:

    O problema começa na contratação. E é assim em todos os âmbitos profissionais. Mais difícil do que encontrar um profissional de ponta é encontrar alguém que seja capaz de identificá-lo. Antes de ser profissionalmente vencedor, o indivíduo é capaz de vencer a ele mesmo todos os dias, em qualquer situação de sua vida. Busca o seu limite em qualquer desafio, por menor que seja. Para um vencedor, vencer é simplesmente vencer e não importa onde e nem quando. Antes de ser um líder, o indivíduo lidera a si próprio, lidera seus pensamentos, seus conflitos internos, suas emoções. Ter personalidade forte não é cerrar os punhos diante de uma vitória (isso é ter vigor, emoção… importante também), mas é assimilar os obstáculos, as dificuldades sem deixar os olhos apontarem pro chão. Ter personalidade forte é ter olho no olho diante do elogio, diante do esculacho, diante do desafio. É saber o que significa ser humilde e fazê-lo. É ser resiliente. É fluir como um rio que não interrompe seu fluxo porque existe uma rocha no meio do caminho.

    O mundo exterior, as capacidade e comportamentos observáveis são apenas (APENAS) o reflexo do que existe dentro de nós. E se torna evidente, em uma simples verbalização, a diferença entre quem nós somos e o que podemos. O título de vencedor cabe apenas àqueles que o possuem em sua identidade e não em sua capacidade. E a identidade se reflete em todos os âmbitos e momentos da vida; não há contexto, muito menos prazo de validade.

    O dia que os patrões entenderem isso, suas contratações começarão a ocupar o patamar da excelência. E na F1 não será diferente. Cronômetro é pouco demais para determinar um vencedor, um campeão. Um piloto de corridas não poderá, jamais, se tornar um vencedor. Mas um vencedor sim, um dia, poderá se tornar um piloto de corridas.

  23. Rodrigo CPQ disse:

    Basicamente, é o que penso. Massa já havia corrido bem na China (chegou a aproximadamente 5s de Alonso) e correu muito bem hoje, também. Lembrando que na China, se seu engenheiro fosse um pouquinho mais esperto nas contas, o chamaria duas ou três voltas antes, fazendo-o voltar na frente de pelo menos três adversários e, principalmente, à frente do Di Resta.

  24. Felipe Gawab disse:

    Pois é, seu Capelli. Acho que a situação de Felipe Massa é mais ou menos essa mesmo. Se o pupilo do homem mais rico do mundo sentar a bota nos testes de Mugello será o fim dos tempos rossos para o paulistano. Ao menos para 2013. Acho uma babaquice essa história de que andar pela Ferrari é o sonho de todo piloto e coisa e tal. Nelson Piquet, por exemplo, já recusou mais de uma vez convites de Maranello porque sabia, e ainda sabe, que não é pouca a pressão de guiar para aquela equipe. Mítica e blá-blá-blá, mas apenas tradição não dá 100 cv a mais no motor, como diria Luciano Burti. Em compensação, oferece toda a cornetagem da insuportável imprensa esportiva e não-esportiva italiana. Dose para leão. Que Felipe pleiteie, pois, desde já um troca-troca com Checo Perez para 2013. Seria até uma boa para Massa um retorno à equipe que o acolheu no começo da carreira. O problema seria encarar um certo Kamui Kobayashi. Osso duro de roer…

  25. Gerhard Berger disse:

    Capelli, eu não sei o que você chama de “andar bem’, mas…conforme seu último parágrafo, “que ninguém espere ver Felipe lutando pra vencer novamente”.

    Eu acho (baseado no meu “achômetro”) que quando Fernando foi para a Ferrari, ele deve ter assinado um contrato que deixava BEM CLARO que ele seria o primeiro com todas as regalias do mundo.

    Logo, Felipe hoje não é pago pra vencer, mas pra ajudar a equipe a ganhar o mundial de construtores…sua cabeça deve estar a prêmio por não estar conseguindo fazer isso, pois acredito que ninguém espere que ele vença.

    Felipe teve suas chances em 2007 e 2008….Tentou, foi bem, mas…não deu.

    Espero que Massa recomece uma carreira vitoriosa em outra categoria.

  26. Capelli, colocar Perez no lugar de Massa não pode fazer o mexicano penar como Badoer e Fisichella o fizeram, em 2009, e Romain Grosjean na Renault naquele mesmo ano?

    Se a própria Ferrari admite que o carro é mal nascido, seria melhor para a equipe e o piloto só começarem, de fato, ano que vem, do zero. Senão é capaz do guri de estrepar bonito.

    E concordo com tudo que escreveste a respeito do Felipe =)

    • Martinho disse:

      Por outro lado, se o Perez não andar bem com esse carro, comprovará que o Massa não tem tanta culpa pelo que tem feito neste ano.

      • Lucas disse:

        Acho que o que o Zé Eduardo quis dizer (me corrija se eu estiver errado) foi que hoje em dia é praticamente um tiro no pé mudar de equipe ou estrear no meio da temporada, pois como os testes são proibidos o cara chega num carro completamente diferente, sem contato prévio nenhum, e quase sempre vai muitíssimo mal. A Ferrari de 2009 não era nenhuma maravilha, mas certamente não era pior que a Force India com a qual o Fisichella conseguia resultados até melhores que os que conseguiu com a Ferrari de 2009. Antigamente, como as equipes podiam andar a quilometragem que quisessem, estrear no meio de uma temporada não era grande problema (vide por exemplo o Jean Alesi, que mesmo começando numa Tyrrell meia-boca no meio de 89, já foi logo terminando em quarto, depois de andar em segundo a certo ponto da corrida).

  27. thiago disse:

    Eu não tenho a menor sombra de dúvida de que você está um pouco otimista.

    Primeiro porque diz que ele andou bem na China. Foi melhor que nas duas primeiras corridas, ok, mas bem não foi. Foi muito mal, comparado ao péssimo das duas primeiras corridas. Faltou velocidade ao carro mas mesmo assim Alonso improvisou ultrapassagens, seja na curva 1 ou na 4. Massa só tentava na zona da asa móvel, por isso ficou preso.

    No Bahrein foi aceitável. Mas faltou velocidade para se manter à frente de Hamilton no final. A Ferrari fez pit stops impecáveis enquanto a Mclaren foi bem mal no quesito e mesmo assim ele perdeu a posição.

    O que esse resultado dá a Massa é a garantia de que não será esculhambado pela mídia italiana amanhã, mas ele precisa fazer mais sim. Pra Ferrari, resultado que não for imediatamente atrás do Alonso não está bom, e isso ele ainda não tem conseguido fazer.

    • EDSON CASTRO disse:

      POUCO OTIMISTA, NÃO; ELE É O MAQUIAVEL…NUNCA VI TT UTOPIAAAAA. O MASSA FEZ UMA CORRIDA NORMAL, O QUE ELE SEMPRE FEZ…NÃO VENHA ME DAR UMA DE GALVÃO BUENO..ATÉ O GALVÃO JÁ DESISTIU DO MASSA…EX. O RAIKKONEN ESTAVA FORA 2 ANOS E VOLTOU ACELERANDO..O CARA É BÃO..O MASSA É MÉDIO.

      • Anderson disse:

        Com certeza o finlandês é um bom piloto mas o próprio Raikkonen já deixou claro que deu sorte de ter pego um ótimo carro… Ah, não sei como anda sua memória, mas em 2008 e 2009 (antes do acidente) o “cara bão” tava levando pau do “médio” Massa.

        • Mauricio disse:

          Em 2007 o “cara bão” estreiou na Ferrari botando o Massa, já adaptado à equipe, no bolso.
          Só que em 2008 e 2009 o “cara bão” não tava mais nem aí para a F1.
          O Massa sempre levou pau dos companheiros de equipe: Heidfeld, Fisichella, Schumacher, Alonso e o próprio Raikkonen em 2007.
          Massa só bateu o Villeneuve pq ele estava totalmente fora de forma, praticamente um ex-piloto em atividade.

          • Valescaf1 disse:

            Ah,que lindinho..quer dizer que não fazer p..nenhuma nos dois anos seguintes que correu com o Massa é prq ele não tava nem aí pra formula um,que legal..Tem duas coisas que detesto nos brasileiros: pachecada que acha que nossos pilotos sempre são melhores e os que acham que eles são os piores…

          • Valescaf1 disse:

            ah,e outra, Mauricinho…uma coisa que foi totalmente errada em 2008 foi a não anulação da corrida de Singapura, se houve mutreta (e logico que Alonso sabia) o resultado deveria ter sido anulado,a corrida tinha que ter sido desconsiderada..O campeão era pra ter sido o Felipe(que liderava com folga a corrida até a lambança da Ferrari no pit) então não venha dar uma de pacheco as avessas e seja justo.Ele não é genio,mas tambem não é um roda presa não. E acho ele melhor que Rubinho, ele fala menos e trabalha mais.

          • Mauricio disse:

            O xará, deixa de falar besteira!

          • valescaf1 disse:

            Não disse nenhuma besteira, e xará só se você se chamar Valesca,garoto..bye

          • Anderson disse:

            Desculpa esfarrapada essa de não querer nada hein? Tanto que mesmo depois de anos ainda voltou pra F-1…
            A verdade é bem clara, Raikkonen foi melhor em 1 temporada e pior em 1 e meia em relação ao Massa.

  28. Vinicius Gonçalves disse:

    Acredito que a saida do Massa seja quase inevitavel, pois a Ferrari se perdeu tentando voltar aos tempo de Todt, Brawn, Byrne e Schumacher que hj qualquer coisa é possível.

    Hj a equipe só tem o piloto, pois o resto, nem precisa comentar… Sendo assim, tudo na equipe gira em torno do Alonso. De certa forma, acho boa a saida do Massa, mas não dessa forma, sendo expulso pela imprensa italiana. Dificil ver outra equipe na F1 para o Felipe, pois tudo anda muito fechado, tbm não vejo outra categoria que tenha uma divulgação tão grande quanto a F1.

    Hj apenas penso na Indy, apesar de achar algo tratado com muito amadorismo pela Band, e no WEC, que mesmo sem a Peugeot, tende a crescer nos proximos anos, ja que Toyota entra esse ano e a Porsche planeja voltar em 2014 como equipe de fabrica. E no WEC ele poderia até continuar pela Ferrari, como faz o Fisichella.

    Só espero que ele não volte para o Brasil ainda, é um bom piloto e jovem, tem muito tempo pela frente.

    Eu particularmente gostaria de vê-lo no WEC, é um campeonato que vejo com bons olhos e é promissora

  29. Perfeita analise, como comentei com você no twitter.

    Ser companheiro de Fernando Alonso não é fácil, um piloto genial que andou muito mais rápido que todos companheiros de equipe nos últimos anos, não vamos esquecer que só de andar ao lado desse cara ele queimou o filme de: Piquet e Grosjean.

    Ambos rápidos e talentosos e levavam em média meio segundo do espanhol, simplesmente ele é o melhor da categoria e cada dia prova que esta um nível acima do resto.

    Basta ver a pontuação em que Alonso com um carro horrível marca 43 pontos mesma quantidade de Button (verdade que este não pontou em 2 GPs),

    Tinha uma grande resistência para admitir isso até porque considero Shumacher um monstro em sua fase de ouro, mas Alonso parece ser o maior talento da Formula 1 dos últimos 20 anos, se vai transformar todo esse talento em resultados e títulos é outra história, mas que esse espanhol é muito completo isso ele é.

    Alguém se arrisca a mostrar aqui um defeito bastante do Alonso (na pista)?

    Era isso Capelli, quando você comprar um PS3 vou lhe mostrar todo talento que a Formula 1 desperdiçou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>