MENU

18 de março de 2012 - 5:41Análises, Automobilismo, Estatísticas

Button, o cara

Jenson Button é o cara. Na Austrália então, nem se fala. Venceu hoje pela terceira vez em quatro anos no Albert Park e agora só perde para Michael Schumacher, que ganhou quatro vezes no belo circuito australiano.

O inglês sacramentou a vitória logo no começo da corrida, com uma largada muito melhor que a de seu companheiro de equipe, o pole position Lewis Hamilton. Contornou a primeira curva na frente e despencou na liderança, sem dar chances a ninguém. A bordo de um carro estável e carinhoso com os pneus, virou tempos consistentes e manteve sempre Hamilton sob controle. Depois do primeiro pit stop, foi beneficiado pelo fato de seu adversário direto ter ficado preso atrás da Sauber de Sérgio Perez e conseguiu abrir uma vantagem mais confortável, de cerca de dez segundos.

Encaixotado, Hamilton ficou à mercê de Sebastian Vettel e viu sua corrida ir para o vinagre. E o Safety Car provocado por Vitaly Petrov no terço final da corrida sacramentou os azares Hamiltonianos, que perdeu a posição para o alemão da Red Bull, que fez o pit stop sob bandeira amarela e pulou para segundo. Button teve sua vantagem perdida, mas na relargada partiu bem e abriu novamente uma distância confortável com uma rapidez espantosa, partindo definitivamente para a vitória.

Enquanto isso, Hamilton lutava para ultrapassar Vettel, em tarefa tão hercúlea quanto infrutífera. Apesar de nitidamente a Red Bull não ser um grande carro (o bicampeão passou boa parte da corrida brigando com o touro indomável, chegando a sair da pista), é um modelo rápido. É preciso forçar, mas é possível vencer. Vettel deu mostras disso hoje segurando Hamilton com maestria. Atrapalhou uma dobradinha garantida da McLaren, um resultado acima do esperado pelo que se via na corrida e que pode fazer diferença no fim do campeonato.

Vettel foi bem, Hamilton não, e Button é o cara. No fim de semana em que a McLaren foi melhor, soube tirar proveito disso. E num campeonato apertado como se anuncia, não se pode desperdiçar uma chance como essa. E Hamilton, que é bom mas não é o cara, foi o perdedor do dia. Mas ainda há 18 corridas pela frente (duvido que as 20 aconteçam, Austin ou Bahrein, senão as duas, serão canceladas) e pode se recuperar. Talento para isso tem, falta cabeça. E pode faltar mais ainda, com um piloto de pilotagem perfeita ao seu lado na mesma equipe.

No talento, a briga interna da McLaren é até equivalente. No lado psicológico, Button leva de goleada. E hoje foi só o primeiro golpe.

Comentários do Facebook

comentários

6 comentários

  1. Mauricio disse:

    Button consegue destruir o Hamilton com elegância e fair play, e assim ganhou a equipe.
    Muito diferente do Alonso que, com seus pitís, teve que voltar para a Renault pra correr no meio do pelotão.

  2. Carlos Pereira disse:

    Diria que, dentro de certos parâmetros, Button é uma aproximação do Prost, enquanto Hamilton, do Senna. Button é preciso e calmo, não fazendo malabarismos para vencer e tocar a corrida num bom ritmo. Hamilton gosta de grandes espetáculos e, ultimamente se afoba, fazendo algumas besteiras, mas é um piloto que busca, briga, faz grandes manobras. Traz empolgação as corridas. Vai ser legal ver esse campeonato com está se desenhando.

  3. Hamilton é até mais rápido. Mas é menos focado hoje que no início da carreira. Button hoje consegue perceber isso, e utiliza a seu favor.

    Button sempre foi bom, mas o título de 2009 lhe caiu bem, assim como a McLaren e Hamilton, também.

    Digo isso porque, para Button, ter percebido que ir pra McLaren, com toda a estrutura que tem, trabalhar ao lado do talentoso e então líder da equipe Lewis Hamilton, seria um desafio maior para sua carreira e que o tornaria ainda mais forte, foi uma grande sacada.

    Claro que precisaria ser humilde, e ele foi. Aprendeu com Hamilton – por que não? – , para otimizar sua performance. Melhorou tanto seus pontos fortes – visão estratégica, trato com os pneus e manutenção do equipamento – quanto aprimorou-se nos pontos fortes do companheiro, que são a velocidade e a combatividade.

    Hamilton ainda é mais veloz que Button. Mas não tanto. E Button é suficientemente rápido para sobressairem suas outras tantas qualidades.

    Lewis deveria aprender com ele, enquanto há tempo.

  4. Wallace disse:

    Como um belo Sorrisão faz tanta diferença né? Até desequilibra o companheiro de time, parece que o Luiz Amilton só trabalha pensando em perereca…… O Butão vai comer de novo pelas beiradas, com o belo sorrisão na face….. Deve ter Bis na Malásia, se isso acontecer o cara chega lá. Com certeza.

  5. Daniel Ramos disse:

    O Button é um grande piloto,ficou uma boa parte da carreira apagado na antiga Honda,que nunca teve um carro no nível do talento do mesmo,depois que esta se tornou a Brawn GP e fez aquele super carro e competitivo,ele finalmente conseguiu mostrar que é um piloto com um talento nato e um cara apaixonado por vencer corridas,e foi pra a Mclaren,apesar que nas outras temporadas o carro não era aquilo tudo,este ano a Mclaren caprichou e tá com um carro quase imbatível,e com o Button a frente o carro se comporta muito bem,e como você disse Capelli,o que ajuda ele é o lado psicológico que é sempre muito equilibrado,não se perde como faz o Hamilton por muitas vezes.

    Se fosse pra apostar as minhas fichas,em um piloto que será campeão este ano,sem dúvida alguma iria apostar no Button,acho que este é o ano dele,e vai conquistar o título,claro se nenhum imprevisto ocorrer com o carro,o se a Red Bull conseguir superar a equipe inglesa.

  6. Marcos Pfeifer disse:

    Cara, mais uma vez descubro o quanto tempo seu blog ocioso fez falta, (quando ocioso esteve, óbvio),e o prazer de ver a corrida em sua companhia (virtual, no twitter) foi bacana, mata a saudade deste humor gaudério que tanta falta me faz nestas minhas andanças pelo mundo a trabalho…..
    P.S.: Tentei seguir o Massa no twitter também, mas não deu……………..ele tava lento demais e acabei ultrapassando (acho que não acaba o ano na Ferrari o menino, boa pessoa, mas regrediu demais como piloto).

    Abração

    @Markusjpfeifer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>