MENU

10 de abril de 2011 - 17:51Análises, Automobilismo

Todos contra Vettel

Foto: Clive Mason/Getty Images

São apenas duas corridas de um total de 19, é verdade. Mas o campeonato 2011 da Fórmula 1 já vai ganhando alguns contornos. E o mais delineado de todos até aqui é o da disputa pelo título: são todos contra Sebastian Vettel.

O atual campeão do mundo faz uma arrancada perfeita em direção ao bi. Duas pole positions, duas vitórias dominadoras, 109 voltas lideradas das 114 do campeonato até aqui. Até agora, Vettel só não esteve na frente nos breves momentos entre uma troca de pneus e outra. Não deu chances a ninguém, nem mesmo a seu companheiro Mark Webber, que fez duas corridas irregulares neste mesmo período.

Um domínio tão grande, com um companheiro de equipe sucumbindo tão facilmente, chega a lembrar a era Schumacher na Ferrari. Também pelo fato de, apesar de ser o melhor carro, a Red Bull não ser tão melhor assim. É verdade que, em voltas lançadas, os touros são imbatíveis. Mas, em ritmo de corrida, deixam um pouco a desejar, principalmente em função do desgaste de pneus.

Nas vitórias na Austrália e na Malásia, a vantagem de Vettel para o segundo colocado poucas vezes foi maior do que dez segundos. Os adversários sempre estiveram perto, mas nunca a ponto de ameaçar seriamente a sua liderança. No estágio atual, o carro da Red Bull é bom o suficiente para fazer com que o talento de Vettel se sobressaia sobre os demais na medida certa. Enquanto que, nas mãos de um piloto irregular como Webber, vira um carro comum.

Isso é o que dá esperança aos adversários. A Red Bull é boa, mas não imbatível. E a McLaren é quem está mais próxima. Lewis Hamilton foi um esforçado combatente nas duas primeiras corridas, mas em ambas sucumbiu por excesso de arrojo. Na Austrália, saiu da pista e teve o assoalho quebrado. Na Malásia, abusou dos pneus e foi obrigado a uma parada extra a três voltas do fim. Jenson Button, de condução mais gentil com os pneus, foi uma ameaça mais séria na Malásia, terminando a prova a apenas três segundos do vencedor. Mas talvez, para bater Vettel, seja necessário um pouco mais de arrojo.

A Ferrari ainda é muito instável. Tem um desempenho abaixo da crítica em voltas de classificação, o que deixa seus carros sempre para trás no grid de largada. Porém, em ritmo de corrida, faz tempos animadores. Fernando Alonso fatalmente subiria ao pódio em Sepang, não fosse tão afoito no ataque a Hamilton nas voltas finais, o que lhe fez perder um pedaço da asa dianteira. Felipe Massa consegue ser muito rápido em alguns momentos da corrida, mas lhe falta uma certa constância. A Ferrari precisa de um desempenho mais constante para poder brigar pela vitória. Com o dinheiro e o staff que tem, em breve deve chegar lá.

O fato é que Vettel já assumiu o posto de protagonista do campeonato de 2011. Agora, resta descobrir quem vai conseguir se posicionar como real desafiante ao título. Em algumas corridas, a tendência é que McLaren e Ferrari se aproximem e se tornem uma ameaça real. O problema será se, até lá, o alemãozinho continuar a empilhar vitórias. Se demorar, pode ser tarde demais.

Comentários do Facebook

comentários

10 comentários

  1. Rodrigo disse:

    Fazia tempo que não passava por aqui. Textos bem bacanas, parabéns!

    Agora, me diz uma coisa: o que achou das punições dadas a Hamilton e Alonso? Eu achei absurdas, e ainda por cima, sem critério. Hamilton fez coisa muito pior se defendendo do Petrov (não me lembro a corrida) no ano passado e não recebeu punição nenhuma. Será que esses caras querem apenas ultrapassagens superficiais, sem disputa ríspida entre pilotos? Tá ficando cada vez mais difícil assistir uma corrida e não ficar indignado com alguma coisa…

    • Bertolo disse:

      Foi no GP do ano passado, na Malásia, que HAM fez o zigue-zigue que rendeu apenas uma advertência… Vai entender… Vai ver o Pirro, comissários deste GP, é mais cricri…

  2. Jonas disse:

    RedBull = Brawn

  3. Sheldonn a curvaRêis disse:

    Eu penso da mesma maneira Gustavo. O Felipe conseguiu imprimir um ritmo forte na Malásia, porém deixou um pouco a desejar no stint com o pneu duro; o carro parece ter ficado arredio, derrapando a cada curva, porém, sem o erro na primeira janela de pit stops, a chance de pódio era considerável. Uma pena;

  4. lucastex - f1 disse:

    Todos contra Vettel http://goo.gl/fb/VOEUg #análises #automobilismo #felipemassa #fernandoalonso #ferrari #gpdamalásia #jensonbutton

  5. RT @ivancapelli: Depois de 2 corridas, na F1 são todos contra Vettel. Lá no blog: http://bit.ly/hWr1eX .

  6. Fabio Seixas disse:

    RT @ivancapelli: Depois de 2 corridas, na F1 são todos contra Vettel. Lá no blog: http://bit.ly/hWr1eX .

  7. Capelli disse:

    Depois de 2 corridas, na F1 são todos contra Vettel. Lá no blog: http://bit.ly/hWr1eX .

  8. Gustavo Lovatto disse:

    Só um comentário: Se não fosse aquela troca desastrada no primeiro pit, a Ferrari que teria ido ao pódio teria sido a do Massa. Sepang ele foi muito consistente, melhor que o Alonso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>