MENU

3 de abril de 2009 - 12:10Análises

Dando migué

Foto: Reprodução/Grande Prêmio

Foto: Reprodução/Grande Prêmio

Lewis Hamilton admitiu hoje, em coletiva, que mentiu aos comissários. Tentou dar neles um verdadeiro “migué”, omitindo a informação de que teria deixado Jarno Trulli passar e deixando o italiano pronto para ser punido, como foi. Porém, o inglês tenta se defender alegando que fez isso orientado por Dave Ryan, diretor esportivo da McLaren, já devidamente afastado do cargo. Mas o fato é que, nessa história, ficou feio para todo mundo.

Ficou feio para Hamilton que, além de ter ficado com imagem de vilão-mentiroso-safado para alguns, ficou com a de mané para outros. Afinal de contas, foi muita estupidez descer do carro, contar a versão correta dos fatos para os jornalistas e depois mentir de forma deslavada aos comissários da corrida. Seria no mínimo inteligente avisar a McLaren: “olha, eu já falei a verdade, não vai colar”. Se não agiu de má-fé, foi burro. Tentou ser esperto e acabou como malandro-otário. O garoto é jovem, é perdoável. Mas não dá para negar que Hamilton já se envolveu em confusões proporcionais a seu talento, em muito pouco tempo de Fórmula 1. Sua imagem está ficando desgastada cedo demais.

Ficou péssimo para a McLaren. Com a reputação manchada desde o episódio da espionagem em 2007, mais uma vez passou a impressão de equipe desonesta. Feriu um dos princípios mais nobres do esporte, que é o fair play. É claro que não há santinhos na Fórmula 1, mas a mentira da forma como aconteceu foi um jogo sujo, baixo. E a equipe pode levar um gancho mais sério da FIA, embora não acredite que vá acontecer.

E, por fim, ficou ainda mais feio para a trapalhona FIA. Como os comissários julgam a desclassificação de um piloto baseado apenas no testemunho de Hamilton? O que Trulli disse não foi considerado por quê? Por que não avaliaram a telemetria da McLaren e da Toyota? Por que não ouviram a fita antes? Como, com duzentas câmeras espalhadas num perímetro de menos de cinco quilômetros e mais de uma câmera onboard em cada carro, não conseguiram captar o incidente e julgar de forma adequada? Tomaram uma decisão apressada, errada e sem subsídios adequados para tal.

É preciso mais seriedade, de todas as partes. No fim das contas, todos agiram como moleques. E fizeram de manés aqueles que ficam nas arquibancadas, nas poltronas e nos sofás. E, que no fim das contas, são a razão desses moleques existirem.

Comentários do Facebook

comentários

17 comentários

  1. Ivan disse:

    Bom dia Capelli.
    Primeiramente, parabens pelo blog, excelentes comentarios.
    Quanto ao segundo paragrafo. Ele,foi sim muito burro, tentou ser esperto e acabou se dando mal. E ganancioso, nao mede consequencias para conseguir bons resultados.
    Primeiro ele deve ter ouvido as intencoes da equipe. Achou que poderia tirar vantagem e omitiu as declaracoes para a tv.
    A McLaren nunca iria mentir para os comissarios sabendo que Hamilton ja tinha dito a verdade para o canal de tv, seria de uma ingenuidade tal que so se compararia a ingenuidade do garoto.
    Abs, boa sorte.

  2. Joaquim disse:

    Concordo Capelli, mas se me permite tenho uma critica a fazer.
    Vamos dizer que os erros do Hamilton são perdoáveis pq ele é jovem até quando?
    O cara é campeão mundial tem dois anos de f1 correndo por uma grande equipe, acho que já deu para aprender um pouquinho não? Abraços

  3. KlauSS disse:

    Ainda não entendo como eles dizem no rádio que tavam entrando em contato com o Charles Whiting e depois ainda tem uma cambada de “comissários” (que deviam ser subordinados a ele), como se não se soubesse de nada depois…

    Sinceramente, acho que já passou da hora de eu pensar e parar de assistir a essa droga..

  4. Guilherme Teixeira disse:

    E depois o Schumacher era mal caráter…
    Acontece que na febre do “fenômeno” Hamilton, seus pequenos erros foram ignorados perante aos seus pódios, mas aos poucos os pequenos erros se tornaram grandes. Hamilton tem falhas de caráter e (vou apanhar de muita gente agora) está longe de ser o melhor piloto do grid. Ele tem “velocidade bruta”, mas lhe falta maturidade suficiente para evitar seus erros bestas, e, ao que parece, também lhe falta caráter.

  5. João Gabriel disse:

    Muita rataria … !!!

  6. Fabio disse:

    Esse moleque chegou na F-1 ajudado por muita gente poderosa e conseguiu hipnotizar a mídia esportiva mundial em torno dele. Em pouco tempo, já não se podia mais criticá-lo, sequer analisar fatos estranhos das quais ele esteve envolvido (o tratorzinho de Nurburing em 2007, pôde ou não pôde?). É colocar alguma coisa do Hamilton em algum blog e pronto, te chamam de tudo, até de racista, Ficou aquilo de que TEM que torcer pro Hamilton, mesmo se seja contra um piloto brasileiro. Espero que depois dessa acabem com essa frescura e comecem a enxergar o que ele realmente é. Meu palpite: ele é um produto.

  7. andre disse:

    é. não é a primeira vez que hamilton age mal. na hungria 2007 ele descumpriu o acordo de classificação com o alonso e, depois que a FIA manteve a pole position do espanhol, hamilton fez questão de ir aos comissários e pedir punição a ele. o que acabou acontecendo mesmo. e agora ele vem com papo de que “não é mentiroso, nem desonesto”. a McLaren, desde a chegada do hamilton, tem sujado bastante sua imagem.

  8. Jobson disse:

    A maior culpada realmente é a FIA, tenho dúvidas se realmente eles monitoram um GP completo ou se ficam esperando aparecer algo novo no youtube! Acredito que todos os pilotos são marionetes das equipes, mesmo não concordando sempre fazem o que está no contrato. Só que a McLaren está no caminho certo para superar a Ferrari em bobagens. Quem não deve está gostando nenhum pouco disso é a Mercedes-Benz que numa dessas compra a Brawn ou Force India e dane-se a McLaren. Bom lembrar que na F-1 moderna a Brawn é a primeira equipe a vencer com motor Mercedes em um carro que não é McLaren!

  9. Nickcs disse:

    Belo texto, Capelli!

    Parabéns, sintetizou o fato de maneira bastante sucinta.

  10. José Eduardo Rocha disse:

    Acho engraçado o Hamilton dizer que “a equipe pediu para mentir”. Ora, se ele não achava correto, se ele não se acha um mentiroso, por que não se negou a atender o “pedido” da McLaren? Em 2007, no GP da Hungria, peito a equipe para descumprir um acordo. Não acatou “pedido” da equipe para cumprir um acordo com os pilotos e mandou todos às favas. E era seu primeiro ano, num acordo com o atual campeão mundial. Para mim o Hamilton faz o que lhe é interesante. Se é vantagem para o piloto quebrar acordo, quebra. Se é interesante para o piloto mentir, mente.
    Uma pena que um piloto com o talento que ele tenha aja desta maneira.

  11. andre disse:

    e o jeito como eles queimaram o Ryan, hem?

    isso é coisa que se faça num time?

  12. Pode crer Capelli,
    Claro que o Hamilton e a McLaren erraram e feio !
    Mas pior que tudo isso, são os “comissários” da FIA, que desculpe o termo, são incopetentes ao máximo, quando se trata de julgamento do que acontece nas pistas.
    O que eles ficam vendo naquela salinha ?
    Aposto que ficam vendo filmes, jogando paciência, tudo menos as corridas e os incidentes ocorridos.
    Lamentável, totalmente desgradável, e com certeza nós manés só esperando a próxima fanfarronice !
    Abs !

  13. João Ota disse:

    “…não agiu de má-fé, foi burro. Tentou ser esperto e acabou como malandro-otário.”

    Resume bem o que aconteceu…

  14. Jonas disse:

    Mentir não é certo, mas…

    A culpa é toda da FIA! Não tem que escutar piloto, diretor de equipe, nada… Que olhe as imagens, julgue corretamente e dê um veredito!

  15. Thiago Leopoldo disse:

    Capelli,

    Muito pior que isso.
    A incopetência foi tamanha que NÃO conseguiram fazer de manés aqueles que ficam nas arquibancadas, nas poltronas e nos sofás. Pois um dos estopins partiu de um vídeo amador, assim como todo fã de F1 sabia que bastava checar o rádio para chegar a inshigts sobre o assunto. Assim como todos perceberam a discrepância entre a entrevista de Hamilton e o julgamento dos comissários.

    Os comissários de prova e a equipe de Lewis Hamilton fizeram um belo papelão, mostrando incompetência sem tamanho.

    Mané mesmo são esses daí.

    ________

    Agora, que a Mclaren já sabia que os comissários não checam telemetria nenhuma, nem escutam as gravações, ah isso eles sabiam.

    Não é difícil de acreditar em Alonso quando ele fala em entrevista que não é a primeira vez que a equipe mente para comissários.

  16. Victor disse:

    Como diz o velho deitado : Se o cavalo soubesse da força que tem, nenhum homem nunca o montaria.

    Em referencia ao ultimo paragrafo.

  17. Hamilton disse:

    Pra mim é bem óbvio: nenhum comissário da FIA estava acompanhando a classificação da corrida. Assim ninguém percebeu que o Trulli já estava na frente do Hamilton, portanto ele não teria como ultrapassá-lo para ganhar a posição em que já estava! Se estivessem atentos simplesmente às posições da corrida, não precisariam nem dos monitores para perceber que ele não havia levado vantagem nenhuma. E nada disso teria acontecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>